A Escola Superior de Controle Externo (Escex) ofereceu na quinta-feira, 31 de agosto, em parceria com a Escola do Legislativo, um treinamento para servidores de vários órgãos estaduais, incluindo a   Assembleia Legislativa sobre o uso do Sistema de Acompanhamento Eletrônico de Contratação Pública (Sacop). 

O treinamento partiu de uma inciativa da ALEMA, que solicitou o evento para os servidores do legislativio que lidam com as áreas relacionadas a processos de compra. Posteriormente, entendimentos com a Escola Superior de Controle Externo (Escex) demonstraram a viabilidade de estender o treinamento a outros setores da máquina estadual, o que foi garantido por meio da Secretaria de Transparência e Controle.

 
Lançado em 2015, o Sacop contribui de forma decisiva para que o TCE aprimore ainda mais o processo de fiscalização dos recursos públicos. A alimentação do sistema é de responsabilidade dos próprios órgãos públicos, que devem encaminhar ao Tribunal de Contas todos os dados, informações e documentos, que evidenciem os atos praticados e os procedimentos realizados em contratações públicas.

Para os servidores que participaram do treinamento, a capacitação vai permitir o melhor uso de todas as ferramentas oferecidas pelo SACOP, otimizando o desenvolvimento das suas atividades profissionais.

“Esse treinamento é importante, principalmente no caso das licitações, porque o Direito é muito dinâmico. O Sacop vem sendo mudado, melhorado, então é de fundamental importância que nós tenhamos acesso ao treinamento e capacitação, para que possamos prestar informações de acordo com as normativas que o Tribunal de Contas do Estado vai exigir”, destacou o servidor Alexandre Henrique, que é pregoeiro da Assembleia.

O uso do sistema é obrigatório desde abril de 2015 e, por isso, o TCE está oferecendo o treinamento de forma permanente. “Temos recebido muita demanda, inclusive de extensão desse curso, assim como a parceria que estamos fazendo com a Assembleia. Para divulgar esse sistema, vamos incluir o treinamento em nossa pauta permanente”, garantiu o gestor da Escex, William Jobim,

Informações da Andressa Valadares / Agência Assembleia