Foto Ecoliga

O Tribunal de Contas do Estado do Maranhão participou da cerimônia de protocolo de adesão ao Termo de Cooperação Técnica – Ecoliga que acolheu a Universidade Estadual do Maranhão como oitavo integrante da liga, que visa ao aprimoramento da gestão socioambiental das entidades participantes, desenvolvimento sustentável e compras compartilhadas.

A Ecoliga premiou o presidente do TCE/MA, conselheiro Caldas Furtado, representado pela servidora Eliana de Morais Rego, e o ouvidor do Tribunal, conselheiro Washington Luiz, representado pelo servidor Wellington Salmito de Araújo, como colaboradores estratégicos da Gestão Socioambiental na Administração Pública do Estado do Maranhão.

Participam da Ecoliga, além do Tribunal de Contas do Estado, o Tribunal Regional do Trabalho, 16ª região, Tribunal Regional Eleitoral, Tribunal de Justiça, Justiça Federal, Ministério Público, Universidade Federal do Maranhão e Universidade Estadual do Maranhão, que também receberam placas de reconhecimento.

O Presidente da Comissão Gestora, desembargador Jorge Rachid Mubárack Maluf, do Tribunal de Justiça do Maranhão, saudou e comemorou a entrada da UEMA no grupo. “A entrada da UEMA representa uma grande aquisição para a nossa liga, pois a universidade já possui várias atividades voltadas para a sustentabilidade em andamento e seus projetos ampliarão nosso raio de ação”, afirmou Rachid.

Representando o ouvidor do TCE/MA, o servidor Wellington Salmito destacou a importância da Ecoliga. “A formação desse grupo de órgãos governamentais voltados para a conscientização de uma gestão socioambiental responsável demonstra a preocupação da administração pública nas ações ambientais, através de atividades e projetos que envolvem estudos e pesquisas, fiscalização e implantação de novas normas e adequação da legislação vigente, visando assegurar um futuro digno e sustentável em prol das atuais e futuras gerações”, destacou Salmito.

Após a assinatura do protocolo de adesão ao Termo de Cooperação Técnica – Ecoliga, a coordenadora de gestão ambiental e social do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e territórios, Adriana Moreira Ribeiro, proferiu a palestra “Desafio e resultados do Plano de Logística Sustentável”.