prestação TJ

O presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão, desembargador Joaquim Figueiredo, entregou, nesta quarta-feira (3), ao presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), conselheiro Nonato Lago, os relatórios com a prestação de contas do Poder Judiciário referente ao exercício de 2018.

A entrega da documentação cumpre a instrução normativa do órgão fiscalizador e inclui os relatórios de gestão do TJMA, da Corregedoria Geral da Justiça, da Escola Superior da Magistratura do Maranhão (Esmam), do Fundo Especial de Reaparelhamento e Modernização do Judiciário (FERJ), Fundo Especial das Serventias de Registro Civil (FERC) e Fundo Especial de Segurança do Magistrado (FUNSEG).

O Judiciário é o primeiro Poder constituído a entregar a prestação de contas do exercício de 2018.

“Além de ser um dever exigido em lei, prestar contas da nossa gestão é um procedimento que realizamos com responsabilidade, cumprindo a nossa obrigação de ser transparente com a sociedade", afirmou o presidente do Tribunal de Justiça, Joaquim Figueiredo, que entregou os documentos bem antes do limite do prazo determinado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Na ocasião, o presidente do TCE, o conselheiro Nonato Lago, destacou que o Poder Judiciário dá um exemplo a todos os gestores por entregar em tempo hábil a prestação de contas.

“Nos honra muito essa visita e o senso de responsabilidade é um exemplo que o Tribunal de Justiça dá através do seu presidente, desembargador Joaquim Figueiredo. O Tribunal de Contas do Estado agradece a visita e se sente honrado”, assinala Nonato Lago.

O presidente do TJMA estava acompanhado do diretor-geral, Mário Lobão; do diretor financeiro, Amudsen Bonifácio; da diretora de Controle Interno, Jurema Mamede Paiva Santos; da coordenadora de Contabilidade, Célia Regina Pereira; e do coordenador de Finanças, Fernando Marques.

O relatório mostra que o Poder Judiciário cumpriu 100% das metas financeiras, no exercício de 2018. A cadeia de suprimentos com fornecimento de material de consumo não foi descontinuada em nenhum momento. Não tem déficit de materiais e todos os serviços contratados estão com pagamento em dia.

“A prestação de contas da área administrativa é importante porque mostra o tamanho do suporte que o presidente do TJMA, desembargador Joaquim Figueiredo, oferece hoje para a área fim. Sem essa área administrativa não seria possível termos uma estrutura mínima, básica para que os magistrados e servidores que atuam com processos possam trabalhar com tranquilidade”, explica o diretor financeiro do TJMA, Amudsen Bonifácio.

 

(*) Com informações da Assessoria de Comunicação do TJ-MA

Buscar em Notícias

Diário Oficial Eletrônico

Junho 2019
D S
26 27 28 29 30 31 1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 1 2 3 4 5 6

SESSÃO PLENÁRIO

foto plenario

Acompanhe ao vivo. Terças, quartas e quintas às 10h.