Como parte das medidas previstas para a retomada das atividades presenciais do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA), a instituição adotou protocolo que contempla a intensificação e a ampliação das medidas de sanitização de suas instalações físicas e instrumentos de trabalho.

Empresa especializada nesses procedimentos já está realizando o processo de higienização da sede do TCE, com o intuito de garantir as condições de limpeza necessárias ao retorno gradual das atividades presenciais, com foco na saúde de servidores e usuários.

Além das instalações físicas e veículos envolvidos nas atividades inerentes à atuação do TCE, também está sendo dada atenção especial, em termos de sanitização, a todos os equipamentos de informática utilizados pelos servidores do órgão estadual de controle externo como computadores, impressoras, máquinas de xerox, notebooks, scaneres, entre outros equipamentos.

As atividades de sanitização estão sendo coordenadas pela Secretaria de Tecnologia da Informação (Setin) em conjunto com a empresa prestadora de serviços na área de tecnologia da informação, Microcity.

De acordo com George Sousa, gerente de projetos de tecnologia da informação, responsável pelo acompanhamento das atividades de sanitização, a higienização periódica dos equipamentos de informática do TCE já era realizada regularmente, com a pandemia causada pelo coronavírus (Covid-19) foram adotados procedimentos sanitários ainda mais rigorosos e focados no combate à eventual propagação do vírus a partir do uso dos equipamentos de informática. “O processo de sanitização dos equipamentos de informática tem por finalidade assegurar a nossos servidores as condições higiênicas indispensáveis ao exercício de suas atividades profissionais com segurança, aspecto essencial em razão da pandemia que no momento enfrentamos”, destaca George Souza.

As ações em andamento e coordenadas pela Setin se harmonizam com o conjunto de medidas definidas para o retorno das atividades presenciais do TCE e podem sofrer as adaptações e mudanças necessárias para a ampliação do seu grau de eficácia.

Para o secretário-geral do TCE, Ambrósio Guimarães Neto, o mais importante no processo gradual de retorno ao funcionamento presencial é a preservação da integridade de servidores e usuários, por meios de medidas adotadas com base em critérios científicos e debatidas amplamente no comitê criado pelo TCE para o gerenciamento da pandemia oriunda do coronavírus (Covid-19). “Nossas ações são pautadas por critérios técnicos e científicos, tendo como foco o combate à pandemia e a preservação da saúde de nossos servidores. Continuaremos a adotar todas as medidas que se fizeram necessárias ao retorno das atividades presenciais com segurança e qualidade.”, afirmou Ambrósio Guimarães.

Buscar em Notícias

Diário Oficial Eletrônico

Setembro 2020
D S
30 31 1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 1 2 3

SESSÃO PLENÁRIO

foto plenario

Acompanhe ao vivo. Terças, quartas e quintas às 10h.